Search for content, post, videos
Pior que os atentados em Paris é a imbecilidade das pessoas

Pior que os atentados em Paris é a imbecilidade das pessoas

Foto de capa do post: Loic Venance/AFP/Getty Images.

O que aconteceu ontem em Paris me chocou; não existem palavras para descrever o sentimento que tomou conta de mim. Não eram meus parentes, amigos, conhecidos ou colegas de trabalho, eram pessoas que nunca vi na minha vida e provavelmente nunca as conheceria, mas a tristeza me deixou estarrecido.

Um estado de luto automaticamente adentrou em minha casa. Minha esposa e eu, sentados em frente à televisão torcendo para que isso fosse apenas um pesadelo e que, na verdade, o dia não tivesse nem começado. Que aquelas pessoas que saíram para se divertir e aproveitar a vida, na verdade, estivessem em suas casas seguras e, principalmente, vivas.

Mas, não. Era tudo verdade, era tudo triste e era tudo luto. Rezamos para tudo acabar o mais rápido possível e que houvesse, em algum site ou rede social, algum sinal que aquele inferno havia acabado, que surgisse alguma notícia que fosse uma luz no fim do túnel e não a quantidade de pessoas mortas aumentando cada vez mais.

Não. O que eu queria não encontrei, mas encontrei algo pior que as notícias sobre os atentados, algo mais deplorável. Encontrei típicas atitudes que nos fazem perder a fé na humanidade: pessoas tripudiando, debochando e relativizando a morte de dezenas de pessoas.

Não foi um comentário, não foram dois e, para meu desespero, eles aumentavam mais e mais. Links e prints surgiam na timeline causando indignação nas pessoas. Mas, se no primeiro momento perdi a fé na humanidade, depois vi o repúdio por grande parte das pessoas e foi possível voltar a acreditar que apenas uma minoria, a escória, é que tecia comentários pejorativos, preceituosos e debochados sobre os atentados em Paris.

Acho válidos listar algum desses absurdos para exemplificar o tipo de mensagens que podem ser encontradas por aí.

 

 

 

 

 

Esses ao menos tiveram coragem de deixar seus tweets publicados; já outras pessoas preferiram simplesmente apagar e dizem que foram mal interpretados.

 

Fazendo piada fora de hora.

Fazendo piada fora de hora.

 

Tipo de pessoas que classifica desastres de 0 a 10.

Tipo de pessoa que classifica desastres de 0 a 10.

 

Que teve bastante coragem para fazer o tweet, mas não para manter

Teve bastante coragem para fazer o tweet, mas não para manter.

 

Quando alguém coloca um texto escroto na internet sempre tem uma justificativa. A culpa é do Twitter que tem só 140 caracteres ou das pessoas que não conseguem interpretar uma piadinha. Depois surgem justificativas no Facebook ou vídeos no Snapchat, dizendo que foram mal interpretados e que estão chocados com os acontecimentos e que estão rezando para que tudo acabe bem.

Até o momento, já foram contabilizadas mais de 120 mortes e mais de 300 feridos na França e esse número, infelizmente, só irá aumentar. Por isso pergunto: vale a pena tripudiar, relativizar ou incitar ódio político e fanatismo em cima desses trágicos números?

Então, se não for pedir muito, não fale nada. Apenas fique em frente a TV, computador, smartphone ou tablet e tente ser, que seja por um breve momento, um pouco mais humano e torcer para que esse inferno passe o mais rápido possível.

Aqui, deixo meus sentimentos para todas as pessoas que estão sofrendo com a desgraça que tomou conta do mundo ontem e que nos deixará marcados para sempre.

 

Antes que falem

E só para prevenir comentários do tipo:

“Ah, mas olha aí, aconteceu na França e todo mundo esqueceu de Mariana.”

“Seu modinha, só está escrevendo isso porque é na França… Enquanto isso tem crianças morrendo de fome na África.”

Não, não acho que o acontecido na França é pior ou melhor – sim, existem pessoas que classificam de 0 a 10 as desgraças do mundo – do que o desastre que aconteceu em Minas Gerais.

São acontecimento que ficarão na história mundial, vidas que foram tiradas. Por isso, parem de relativizar as tragédias. Parem de comparar as mortes. Parem de tentar racionalizar o que não é necessário. Parem de argumentar ou de desmerecer a preocupação dos outros, seja ela com Mariana, com Paris, com o Japão, com as ocupações das escolas de São Paulo. Parem de ser babacas. Se você não tem nada que acrescente, nada que seja útil, fique em silêncio. Só isso.

 

Mas, para os que gostam de falar

Porém se mesmo com tudo isso você continua achando um absurdo as pessoas se preocuparem com as vidas perdidas em Paris, espero que você esteja ajudando, e muito, as pessoas que estão sofrendo com o desastre que aconteceu em Minas Gerais.

E, para evitar aquela desculpa padrão de que não sabia como ajudar, você pode acessar o site http://juntos.com.vc/pt/bentorodrigues e fazer doações em dinheiro a partir de R$ 20, ou seja, agora você pode ajudar as pessoas sem sair de casa.

No site do Catraca Livre eles colocaram outros modos de ajudar as pessoas que foram afetas pelo desastre em Mariana.

 

E para terminar

Concluir que todo islâmico é terrorista é baixo, covarde e desonesto.

Muitos são refugiados de seus próprios países porque não aguentam mais levar a vida de sofrimento e medo a que são obrigados. Largar tudo e começar a vida em outro país é a única opção que eles possuem.

Temos que ter empatia por aqueles que passam dificuldades sejam elas quais forem, porque no dia que perdermos isso, pode acelerar o meteoro que esse planeta não terá mais salvação.