Search for content, post, videos
Capitão Fantástico usa clichês para transitar por emoções e passar sua mensagem

Capitão Fantástico usa clichês para transitar por emoções e passar sua mensagem

E continua nossa saga na tentativa de ver todos os filmes indicados ao Oscar de 2017. Se levarmos em conta todas as categorias e não apenas os indicados a melhor filme, já assistimos: “A Chegada”, “Moolight”, “Kubo e as Cordas Mágicas”, “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, “Doutor Estranho”, “Esquadrão Suicida” e, por último, Capitão Fantástico protagonizado por Viggo Mortensen e acabou indicado na categoria Melhor Ator.

“Capitão Fanástico” (2016), é um daqueles filmes que permitem ao telespectador se identificar com os personagens e as situações vividas por eles. Apesar do roteiro simples, o filme utiliza de forma inteligente conflitos e situações clichês para transmitir sua mensagem, emocionar e cativar quem assisite.

Apesar de poder ser categorizado como um filme de estrada, road movie em inglês, acho isso incorreto. A viagem proposta no filme é apenas o meio, a forma de conectar todas situações vividas pelos personagens, já que os pontos chaves do filme acontecem fora de uma via expressa.

Ben, interpretado por Viggo Mortensen, é o ponto central do filme. Todos os conflitos partem ou passam por Viggo, que se vê em situação em que precisa afirmar e rever vários ideais que o acompanharam em boa parte de sua vida.

 

Ben e suas filhas, em Capitão Fantástico

A fotografia de “Capitão Fantástico” transborda sentimentos e emoções.

 

Viggo consegue entregar, com sua atuação, o necessário e mais um pouco para “comprarmos” os dilemas de Ben. O ator consegue levar a produção nas costas e, apesar do simples roteiro, elevar um pouco o nível do filme e, por isso, sua indicação ao Oscar faz muito sentido.

Atuações, definitivamente, são um ponto alto do filme. As crianças e adolescentes do filme conseguiram acompanhar o nível proposto por Viggo, em especial George Mackay (Bo) e Nicholas Hamilton (Rellian) responsáveis por alguns dos momentos mais marcantes do filme.

Outo ponto que merece destaque e a fotografia do filme. Usada de forma muito inteligente, a fotografia consegue aumentar o sentimento de cada cena, principalmente em momentos de conflito ou felicidade.

“Capitão Fantástico” consegue de forma simples ser divertido, dramático, questionador e reflexivo. Não tenta ser maior do que se propõe a ser e assim, consegue trazer assuntos complexos de uma forma simpática e fácil compreensão.

Apesar de não ser genial, “Capitão Fantástico”, é daqueles filmes que irá comparecer em muitas listas ao fim de 2017. Com mensagens claras e objetivas, a produção explica o que precisa ser feito para vivermos em um mundo melhor.

Nota: 7 Stars (7 / 10)

 

 

Pôster do filme Capitão Fantástico

Pôster do filme Capitão Fantástico