Search for content, post, videos

A diferença entre Vulnerabilidade e Fraqueza por Brené Brown

Brené Brown, já falamos dela aqui no blog, dedicou parte de sua vida em entender melhor como funcionam as habilidades humanas como empatia, pertencimento e amor. Seus estudos também abordaram como nós reagimos a sentimentos como vulnerabilidade, coragem, vergonha e mérito.

Dentre várias descobertas que fez ao longo de suas pesquisas, todas publicadas no best-seller “Daring Greatly, “A Arte da Imperfeição” em português, uma das mais importantes e divulgadas pela autora é: “ser vulnerável não é ser fraco”.

No SXSW (South by Sothwest) que rolou em março desse ano, Brené foi ao palco para misturar momentos sérios e divertidos com o claro objetivo de plantar a semente da reflexão na cabeça de quem lá estava para o resto do dia, semana, mês, ano ou da vida.

Vivemos, atualmente, em uma sociedade em que não é permitido sermos fracos. É concorrência nos estudos, no trabalho, para ter amigos, para ser o mais descolado, para ser o melhor em tudo que nos propomos ser. E caso não tenha atingido metas, algumas muito absurdas, pré-estabelecidas pela sociedade você acaba entrando para o grupo de perdedores e que assim serão taxados pelo resto da vida.

A exigência de sermos grandes muralhas inabaláveis acabam afetando nossas vidas de formas que não conseguimos imaginar, complicando nossos relacionamentos sejam familiares, amorosos ou com amigos.

Por isso que vale muito a pena ver o vídeo, no começo do post, em que a palestrante discorre sobre o assunto.